Biodiesel

Curso de biodiesel do MA será reproduzido na Costa do Marfim


Badauê Online - 11 jul 2008 - 06:21 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:06

O cônsul da Costa do Marfim, Tibe Bi Gole Blaise, em visita, este mês, ao Centro Federal de Educação Tecnológica do Maranhão (Cefet-MA), conheceu a experiência do curso técnico de biodiesel oferecido na unidade de Zé Doca, distante 317 quilômetros de São Luís. A experiência de biocombustível estudada na escola trabalha principalmente com o pinhão manso que, assim como a mamona, é utilizado no processamento do óleo combustível.

Tibe Bi ministrou, na unidade de Zé Doca, uma palestra sobre a Costa do Marfim e, na ocasião, assinou um termo de intercâmbio para levar a experiência do Maranhão a seu país. “Queremos aprender com vocês para implantar uma escola como a de Zé Doca em nosso país”, afirmou. No país do oeste africano não há escolas de nível médio profissionalizante.

O diretor do Cefet-MA, professor José Ferreira Costa, lembrou que, em agosto, uma comitiva brasileira, formada por representantes da instituição e da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), visitará a Costa do Marfim para conhecer a realidade do país africano e ajudar na adaptação do curso de biocombustíveis à realidade local.