Biodiesel

Biodiesel: Deputado apresenta projeto para pequena propriedade rural no MS


Último Segundo - 29 jan 2007 - 11:04 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:23

O deputado estadual Márcio Fernandes (PRTB/MS) apresentou na última quinta-feira à Secretária de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo-Seprotur, de Mato Grosso do Sul, Tereza Cristina Correa, o projeto para produção de óleo vegetal a partir da cultura da mamona e pinhão manso em pequenas propriedades rurais do Estado visando um incremento na renda do produtor através extração de óleo destas culturas atendendo ao Programa de Agricultura Familiar do governo Federal e também na Política Estadual de Inclusão Social. Segundo o deputado, o modelo proposto prevê a instalação de cooperativas e associações para a produção de óleo vegetal que posteriormente será transformado em biodiesel pela indústria especializada.

Para que o projeto alcance êxito é fundamental a união dos esforços de todos os elos da cadeia produtiva rural. Investimentos em pesquisa, assistência técnica e extensão rural irão transferir tecnologia e viabilizar economicamente a atividade, garante Fernandes que citou como parceiros a Embrapa e a Seprotur, levando capacitação; o Banco do Brasil, promovendo o crédito; as prefeitura ajudando na logística e a indústria comprando a produção. É fundamental a participação efetiva de todos num projeto deste porte para que o homem do campo possa se fixar com rentabilidade na terra, reforça o deputado.

Segundo o consultor e engenheiro agrônomo Sérgio Paulo Marques, coordenador do projeto técnico, a mamona apresenta índice de 47 a 50% de óleo e produtividade média de 1,5 tonelada/há. Já o pinhão-manso apresenta índice de 38% de óleo, entretanto leva de 3 a 4 anos para atingir idade produtiva. O projeto pretende cadastrar 20 mil famílias e implantar 79 usinas esmagadoras distribuídas dentro do pólo de produção gerando 60 mil empregos diretos e mais 180 mil indiretos numa área de 240 mil hectares com potencial produção em torno de 75 mil toneladas de óleo de mamona e 116,25 mil toneladas de pinhão manso.

Estudos desenvolvidos pelos Ministério do Desenvolvimento Agrário, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ministério da Integração Nacional e Ministério das Cidades mostram que a cada 1% de substituição de óleo diesel por biodiesel produzido com a participação da agricultura familiar podem ser gerados cerca de 45 mil empregos no campo.

Segundo Tereza Cristina, a proposta será discutida com o diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), José Antônio Roldão. As informações são da assessoria de imprensa do Deputado Fernandes.