Negócio

Refinaria Abreu e Lima terá obras da primeira etapa retomadas


Agência Brasil - 11 mai 2017 - 12:44

A Refinaria Abreu e Lima, localizada em Pernambuco, vai ampliar sua produção em 15%, para 115 mil barris por dia, com a conclusão das obras do primeiro trem de refino. A informação sobre a retomada da construção foi divulgada pelo governo estadual depois da reunião entre o governador Paulo Câmara e o presidente da Petrobras, Pedro Parente, hoje (09), no Rio de Janeiro.

Localizada no Complexo Industrial Portuário de Suape, na região metropolitana do Recife, a Refinaria Abreu e Lima começou a operar em 2014, ano em que a construção do restante do projeto foi paralisada. Mesmo incompleta, a estrutura produz 40% do óleo diesel consumido no país.

A refinaria é 100% estatal, pertencente à Petrobras. Em fevereiro, o diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Aurélio Amaral, disse que a entrada de investidores estrangeiros no projeto estava em estudo para viabilizar a conclusão do complexo.

Na reunião de hoje, Câmara e Parente também trataram da venda da Petroquímica Suape e da Companhia Integrada Têxtil de Pernambuco (Citepe) para o grupo mexicano Alpek. Segundo o governo estadual, a compra depende apenas da aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O governador comemorou a venda das estatais à iniciativa privada.

“A entrada da Alpek no setor petroquímico do estado foi uma boa notícia para Pernambuco. O presidente Parente nos informou que a Alpek tem todo o interesse em ampliar os investimentos nas duas unidades de Suape”, informou Câmara, em nota.