Negócio

Realizado o primeiro transporte de biodiesel por trem de Rondonópolis a Paulínia


BiodieselBR.com - 23 jun 2015 - 13:06
RaizenFerrovia 230615
Agora o maior polo produtor e o maior mercado consumidor de biodiesel do país estão efetivamente ligados por via férrea. No último dia 11 de junho, a Raízen moveu a primeira carga do biocombustível entre Rondonópolis (MT) e Paulínia (SP). Foram transportados 1,5 milhão de litros nessa operação pioneira.

Em Paulínia está localizada uma das maiores refinarias de petróleo do Brasil, a Replan. Ela está interligada a um pool de distribuidoras responsável por abastecer a maior cidade do país. Por rodovia, a distância percorrida desde o Centro-Oeste até São Paulo seria de mais de 1.200 quilômetros.

Segundo, informações repassadas pela assessoria da empresa à BiodieselBR.com “foram coletados volumes de biodiesel de diversas usinas na região de Rondonópolis (MT)”. A cidade mato-grossense conta com três usinas em operação – Noble, ADM e Caibiense – capazes de fabricar quase 740 milhões de litros de biodiesel por ano, a Raízen não informou quais dessas fabricantes foi a responsável pelo biodiesel transportado.

O terminal ferroviário da Raízen em Rondonópolis foi inaugurado em março passado. A ideia é tirar vantagem do frete de retorno – transportando biodiesel nos vagões que haviam trouxeram diesel e gasolina desde São Paulo – para baratear a logística do produto.

A expectativa inicial da empresa é movimentar cerca de 50 milhões de litros de biodiesel o que equivale a aproximadamente metade da capacidade instalada do terminal. No longo prazo, a empresa espera um volume maior.

Segundo o diretor de Operações da Raízen, Luiz Renato Gobbo, o novo modal deverá fomentar a competitividade dos produtores de biodiesel no Centro-Oeste e proporcionar redução de custos na cadeia logística. “Uma ferrovia próxima às regiões produtivas evita que as cargas sejam escoadas unicamente pelo modal rodoviário, que tem custos operacionais maiores”, disse o executivo.

A companhia é a primeira a realizar esse tipo de operação entre o Centro-Oeste e o Sudeste. Desde 2011, a empresa já vinha movimentando biodiesel por linhas férreas entre Esteio (RS) e Araucária (RS).

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com{/viewonly}