PUBLICIDADE
CREMER2024 CREMER2024
Negócio

Petróleo fecha em alta pela quarta sessão seguida


Valor Econômico - 14 jun 2024 - 09:21 - Última atualização em: 18 jun 2024 - 11:27

O petróleo fechou em alta modesta nesta quinta-feira (13) e chegou a quatro sessões consecutivas de ganhos. A commodity energética se recuperou ao longo do dia após cair nas primeiras horas de negócios, quando era pressionada pelo inesperado aumento dos estoques nos Estados Unidos na semana passada, conforme dados divulgados ontem, além da valorização do dólar ante moedas pares.

O petróleo WTI, a referência americana, com entrega prevista para julho subiu 0,15%, a US$ 78,62 por barril. Já o Brent, a referência global, para agosto avançou 0,18%, a US$ 82,75 por barril.

Os contratos já acumulam alta de mais de 3% nos últimos quatro dias, em movimento de recuperação após caírem cerca de 4% em maio e 2% na semana passada. Outro fator que apoiou ativos de risco ao longo desta semana foram indicadores de inflação dos Estados Unidos, que apresentaram números abaixo do esperado — a divulgação dos dados alimentou a expectativa por, pelo menos, dois cortes de juros de 0,25 ponto percentual (p.p.) pelo Federal Reserve (Fed).

Após a leitura benigna do índice de preços ao consumidor (CPI), o índice de preços ao produtor (PPI) americano mostrou deflação de 0,2% em maio ante abril, corroborando a visão de que a inflação da maior economia do mundo caminha para a meta de 2% do Fed.

Ainda assim, o banco central americano evitou dar sinalizações de cortes na decisão de quarta (12) e adotou um tom mais conservador do que o mercado esperava. Embora a postura do Fed tenha moderado o bom humor dos investidores, eles seguem precificando dois cortes em 2024 em decorrência dos dados de inflação mais baixos.

Gabriel Caldeira – Valor Econômico