Diesel renovável

São Martinho desiste de joint venture com a Amyris


novaCana - 07 jul 2015 - 12:19

O grupo sucroenergético São Martinho anunciou nesta quarta-feira (01) o fim da joint venture com a empresa norte-americana Amyris, que atua no Brasil com a produção de farneseno e diesel de cana-de-açúcar.

A associação entre as empresas previa a construção de uma planta de produtos químicos renováveis a partir do farneseno, plano a que a São Martinho não dará continuidade. A companhia comunicou que “o não atingimento de determinadas metas contratuais pela Amyris”, acabou “impactando a viabilidade do projeto”.

A parceria entre uma das maiores produtoras de açúcar e etanol do Brasil e a companhia de biotecnologia foi iniciada em 2010, mas não chegou a ter um impacto material. A São Martinho disse que não efetuou aportes na joint venture, os quais estavam previstos para ocorrerem somente após o início da operação da planta – que nunca saiu do papel.

“A Amyris poderá fornecer novas informações relativas à viabilidade do projeto visando discutir um potencial novo acordo. Todavia, a joint venture e demais contratos entre as partes estarão automaticamente rescindidos em 31 de agosto de 2015, caso até tal data não seja celebrado um novo acordo, a critério da São Martinho”, diz comunicado.