Bio

Pólo de pinhão-manso no Espírito Santo


BiodieselBR.com - 16 mar 2011 - 06:18 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:16

O governo capixaba vai lançar, no próximo dia 25, no Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) de Colatina, o Pólo do Pinhão manso. O projeto é resultado de um acordo firmado há um ano e meio entre a administração estadual e a multinacional italiana Nòvabra Energia, que já adquiriu uma área de 100 mil metros quadrados para instalar uma usina de extração do óleo da planta.

Cerca de 500 pequenos produtores da agricultura familiar serão beneficiados. O governo do estado atuará no campo, por meio dos órgãos de pesquisa e extensão rural, enquanto a empresa italiana garante a compra da produção. A usina deverá entrar em operação no fim do ano que vem ou no início de 2012. Toda a produção será destinada à Itália, onde o óleo será transformado em biodiesel.

Inicialmente, a área plantada é de aproximadamente 1.000 hectares, mas a meta é chegar a 25 mil em cinco ou seis anos, com produção anual de 50 mil toneladas de óleo. “A ideia é que a contratação continue, a assinatura de novos contratos do programa de fomento vai acontecer o ano inteiro”, afirma Pedro Burnier, diretor técnico da Nòvabra.

Os produtores deverão receber R$ 0,40 por quilo. O programa fornecerá a eles mudas e assistência técnica, além do adiantamento de insumos nos primeiros três anos.

O programa de fomento ao pinhão-manso engloba mais de 30 municípios do Norte e Noroeste do Espírito Santo. Tolerante à seca, a planta se adapta bem às condições de solo e clima da região.

O lançamento terá a presença do governador Renato Casagrande, do secretário da agricultura, Enio Bergoli, de prefeitos, de Burnier e de diretores italianos da empresa. Durante o evento, os produtores receberão os contratos do programa.

Ari Silveira - BiodieselBR.com