Bio

Levantamento global de patentes de biocombustíveis é publicado


BiodieselBR.com - 09 mai 2011 - 08:11 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:16

No final do mês de março a Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal) publicou um levantamento global da quantidade de patentes que vem sendo registradas na área de biocombustíveis. O estudo foi um dos documentos que subsidiaram os debates do seminário “Diálogo de Políticas sobre desarrollo institucional e innovación em biocombustibles en América Latina y el Caribe” realizado no escritório da Cepal em Santiago do Chile

A ideia por trás do levantamento é que o volume de patentes relacionadas ao segmento de biocombustíveis pode ser considerado um indicador do nível de esforço que diferentes países têm feito para se manter na vanguarda do setor. O documento faz um inventário das patentes nas áreas de produção e matérias-primas e dos processos industriais usados para a fabricação de biocombustíveis, o que ajuda determinar a posição relativa de cada país e prever seu nível de competitividade no médio e longo prazo.

A análise do documento permite uma série de conclusões nada lisonjeiras, mas bastante interessantes a respeito do nível de desenvolvimento da indústria de biodiesel no Brasil. Por exemplo. Mesmo sendo um dos maiores produtores de soja do mundo – com 21,7 milhões de hectares plantados em 2009 – o país dividiu com a Argentina o 7º lugar do ranking das patentes relacionadas à oleaginosa. Entre 2006 e 2010, os pesquisadores da Cepal encontraram 867 patentes registradas nessa área distribuídas entre em entre 13 países (veja gráfico abaixo).

cepal-patentes1.png

O Brasil sequer aparece nos rankings da outras oleaginosa que fizeram parte do estudo (colza, palma de óleo, também conhecido como dendê e pinhão-manso). Essa uma desvantagem fundamental se considerarmos que as matérias-primas representam entre 70% e 80% dos custos da produção do biodiesel.

O Brasil, contudo, se sai bem melhor na área de pesquisas relacionadas aos processos industriais para a obtenção de óleos e produção de biodiesel. Das 600 patentes registradas entre 2006 e 2010, 16 eram brasileiras o que deixa em 6º (veja o gráfico).

cepal-patentes2.png

Baixe a íntegra do estudo (PDF em espanhol)

Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com