Bio

[Conferência 2011] Legitimidade para o biodiesel brasileiro


BiodieselBR.com - 31 out 2011 - 21:19 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:18

Concebido para discutir o nem sempre pacífico relacionamento entre a indústria do biodiesel e seus fornecedores da agricultura familiar, o quinto – e último painel – da Conferência BiodieselBR 2011 foi batizado “Participação da agricultura familiar: 2012 – 2020” e teve o professor da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Georges Flexor, como moderador.

O professor Flexor, durante sua fala, apontou que durante um dia e meio de palestras, muitos dos convidados apontaram para as transformações que questões tecnológicas e no ambiente de negócios estavam causando na indústria do biodiesel, mas que uma das questões centrais da experiência nacional diz respeito à sofisticação do ambiente político e social que se articula ao redor do PNPB. Segundo o acadêmico, a legitimidade do biodiesel brasileiro deriva de seus benefícios sociais e ambientais e, caso essas questões não sejam devidamente observadas, o país pode começar a olhar para outras opções de energia renovável. “A emergência do setor não foi resultado da mão invisível do mercado, mas de iniciativas bastante visíveis de fomento à bioenergia por parte do governo”, considerou.

“A segurança energética é um bem público que não pode ser deixado apenas a cargo dos interesses privados”, prosseguiu o pesquisador. Ele explicou que todo o debate sobre novos aumentos na mistura de biodiesel passa por questões como: quais serão os efeitos distributivos, quais os aprendizados institucionais e tecnológicos e quais os mecanismos capazes de alinhar segurança energética com avanço social e ambiental.

Clique na imagem abaixo para acessar a cobertura completa:
cobertura2011.jpg

Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com

Tags: C2011