PUBLICIDADE
Bio

[23º Leilão] Os melhores preços do biodiesel


Miguel Angelo Vedana - BiodieselBR - 12 ago 2011 - 09:34 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:17

Para o próximo leilão a ANP estipulou oficialmente quatro preços máximo para o biodiesel, mas na prática eles são quase 70.

Quem estava acostumado com a simplicidade dos leilões anteriores pode ficar abismado ao perceber que no 23º leilão de biodiesel da ANP existem 68 preços máximos diferentes. Essa quantidade enorme de variações deve-se ao fato de que cada Estado tem um Fator de Ajuste Logístico (FAL) diferente para cada região do Brasil. Além disso, cada região possui um preço máximo diferente, com exceção do Sul e Centro-Oeste, que compartilham o mesmo preço para o biodiesel.

Como o faturamento da usina pela venda do biodiesel será sem o FAL, é preciso descontar esse valor do preço máximo de cada região. Fazendo isso vemos que as usinas do Mato Grosso que venderem pelo preço máximo para o Sudeste, não irão receber R$ 2,4705, mas sim R$ 2,2226, pois é preciso descontar R$ 0,2479 do FAL. A mesma conta precisa ser feita para todos os outros Estados na venda para cada uma das cinco regiões.

Melhor e pior
Fazendo essa conta descobrimos que o preço mais alto pode ser alcançado pelo Estado do Ceará quando vender para o Nordeste. A usina da Petrobras – a única do Estado – pode receber até R$ 2,6725 pelo seu biodiesel.

No outro extremo temos o mesmo estado do Ceará. Caso essa usina da Petrobras resolva vender biodiesel para a região Sul, o máximo que ela irá receber pelo biodiesel é R$ 1,9165. Entre esses dois valores estão outras 68 possiblidades de preço na venda. Isso considerando apenas Estados que possuem usinas de biodiesel. No total são 70 possibilidades diferentes, sendo que os únicos preços iguais ocorrem nas vendas dos Estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro para a região Sudeste. Em todas as demais situações o preço do biodiesel é diferente.

Abaixo apresento uma tabela com o preço máximo que uma usina pode receber pelo seu biodiesel:



Miguel Angelo Vedana - BiodieselBR.com

Tags: L23