PUBLICIDADE
Bio

[Atualizado] Quatro usinas podem estar impedidas de participar do 23º leilão


BiodieselBR.com - 10 ago 2011 - 11:54 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:17

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou no mês passado os números referentes às entregas de biodiesel durante o segundo semestre do ano (veja tabela abaixo). Nas contas da agência, as usinas entregaram efetivamente 581 milhões de litros de biodiesel, isso é 79 milhões de litros a menos do que os 660 milhões de litros que as usinas venderam durante o 21º leilão de biodiesel que aconteceu entre 16 e 18 de fevereiro. Isso significa que a adimplência geral do setor ficou em 88%, conforme adiantado no ínicio do mês em "Inadimplência no setor de biodiesel alcança pior nível desde 2009".

Das 38 usinas que venderam biodiesel no leilão 21, apenas 10% conseguiram entregar todo o volume prometido. Desse grupo de usinas, a Granol de Cachoeira do Sul (RS) entregou 3,8 milhões de litros além dos 67 milhões que havia vendido – uma diferença de 6%. A unidade de Anápolis da empresa superou em 2,5 milhões de litros os 44,1 milhões que havia arrematado.

No extremo oposto, aparecem as baianas Comanche e Biobrax que não entregaram uma só gota de biodiesel durante todo o trimestre. Desfalcando o setor em 16 milhões de litros e 5 milhões de litros respectivamente. Mais duas usinas ficaram na parte mais baixa do ranking: a Biopetro (SP) e a Delta (MS). Todas essas usinas ficaram abaixo dos 60% obrigatórios e podem ser excluídas do 23º leilão. Não é certo que todas essas empresas ficarão de fora do próximo leilão, por que a Petrobras considera que a usina precisa disponibilizar 60% do biodiesel e não efetivamente entregar, já que a retirada do biodiesel é de responsabilidade da estatal.

Os dados da tabela de aquisição de biodiesel pelas distribuidoras revela que, no período, as distribuidoras adquiriam 626,8 milhões de litros. É um volume 45,8 milhões de litros superior ao entregue pelas usinas na venda do leilão da ANP para o período.

Um sinal de que a situação das entregas não vinha bem, veio no começo de maio, quando a ANP publicou o edital do leilão 22 tornando mais rigorosas as regras para as usinas inadimplentes. Pelo novo modelo ficam suspensas as usinas que entregarem menos de 80% do prometido – se essas regras já estivessem valendo teríamos mais duas unidades produtoras fora da disputa.

Atualização 11/08 - 11h50m:
Ao contrário do informado anteriormente, a Biosep (MG) teve um desempenho de 96% e não 55%. O desempenho da Biopetro também foi corrigido e foi de 13%, não 6%.





Fábio Rodrigues - BiodieselBR.com