Financiamento

Produção de biodiesel terá linhas de crédito


BiodieselBR - 29 nov 1999 - 22:00 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:22

A CaixaRS Fomento Econômico e Social apresentou ontem na Expointer uma série de linhas de financiamento especial para produtores de biodiesel. De acordo com o vice-presidente da CaixaRS, Rogério Wallau, toda a demanda de projetos em busca de recursos para investimento no setor será atendida.

Entre as linhas de financiamento disponíveis para o setor está o Pró-biodiesel, um programa de crédito que apoiará investimentos em indústrias e na fase agrícola com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A CaixaRS tem sua atuação no setor primário focalizada nas atividades prioritárias, determinadas pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul, tendo como objetivos o incremento da renda das propriedades rurais, a redução das desigualdades regionais, a substituição de importações e o suprimento de matérias primas para o setor industrial.

Público alvo:

1- Produtores rurais de qualquer porte, pessoas físicas ou jurídicas, com efetiva atuação no segmento.

2- Agricultores familiares enquadrados nas normas do PRONAF, ou seja:

- Explorem parcela de terra, não superior a 4 módulos fiscais, na condição de proprietário, posseiro, arrendatário, parceiro ou concessionário do Programa de Reforma Agrária;

- Residam na propriedade rural ou local próximo;

- Obtenham, no mínimo, 80% da renda familiar, da exploração agropecuária e não agropecuária da propriedade;

- Tenham a mão de obra familiar como predominante na exploração do estabelecimento, podendo manter até 2 empregados em caráter permanente. È admitida a ajuda eventual de terceiros em atividades sazonais;

- Obtenham renda bruta familiar de até R$ 40.000,00, observados os rebates e excluídos os proventos oriundos de benefícios previdenciários decorrentes de atividade rural. Deve ser considerada a renda de todos os membros da família que habitam a mesma unidade residencial.

São também enquadrados no PRONAF:
- Aquicultores que explorem a atividade em tanque de até 2 hectares de lâmina d'água ou 500 m3 de tanque-rede;

- Pescadores artesanais , autônomos, proprietários dos meios de produção ou parceiros de outros pescadores artesanais ;

- Silvicultores e extrativistas que explorem floresta nativa ou exótica e que promovam o manejo sustentável destes ambientes.

Atividades apoiadas
· Aquicultura;
· Armazenagem;
· Correção de solos;
· Floricultura;
· Fruticultura;
· Irrigação;
· Ovinocaprinocultura;
· Florestamento;
· Produção de leite;
· Recuperação de pastagens;
· Sistematização de várzeas;
· Vitivinicultura;
· Outros sob consulta. ( investimentos agropecuários em geral, Finame etc)

Fonte: Zero Hora - RS com informações da CaixaRS - Fomento Econômico e Social