009

Produtividade - Biodiesel na Amazônia


BiodieselBR.com - 04 mar 2007 - 13:37 - Última atualização em: 23 jan 2012 - 09:50
Produtividade

O dendê cultivado na Amazônia é capaz de produzir de quatro a seis mil quilos de óleo por hectare, enquanto a soja, que é atualmente a principal matéria-prima do biodiesel no Brasil, chega a apenas 400 quilos. E isso na perspectiva atual, que tende a melhorar ainda mais com o avanço da tecnologia. “Novos plantios de espécies de alta densidade produzidos pela empresa ASD, da Costa Rica, vêm revolucionando a produtividade e a precocidade da cultura. Algumas experiências da ASD chegam a nove mil toneladas de óleo por hectare por ano. Esses novos cultivares de dendê começam a produzir entre 18 e 24 meses. Bem mais precoce que cultivares antigos (que iniciam a produção após pelo menos 36 meses)”, afirma o pesquisador Donato Aranda, professor doutor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e responsável pelo projeto de biodiesel da Agropalma, que produz cerca de 150 mil toneladas de óleo de dendê por ano e produziu em 2008 três mil toneladas de biodiesel, de acordo com o pesquisador.

A alta produção por hectare do óleo de dendê só acontece em condições favoráveis ao desenvolvimento da planta: índice pluviométrico ao redor de 2.000 milímetros/ano, com precipatações bem distribuídas ao longo do ano, déficit hídrico anual inferior a 200 milímetros, insolação superior a 1.800 horas/ano, sendo a radiação global superior a 12 MJ/ m2/dia. Quer dizer, exatamente as características de grande parte da Amazônia.

O Brasil tem cerca de 96.800 hectares de dendê plantado, sendo 53 mil hectares na Bahia, 49 mil hectares deles no Pará e somente 61 hectares no Estado do Amazonas, segundo dados de 2007 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A área plantada de dendê na Amazônia Legal – composta pelos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, além de parte de Mato Grosso, Tocantins e Maranhão – não chega hoje a 50 mil hectares. De acordo com o Ministério da Agricultura, o cultivo nessa região poderá crescer até cem vezes, considerando apenas a soma das áreas degradadas.

A produção de dendê no Brasil em 2007, segundo o IBGE, foi de 1,1 milhão de toneladas, bem menos do os 15,8 milhões produzidos pela Malásia, hoje o maior produtor mundial junto com a Indonésia.