PUBLICIDADE
cremer cremer
009

Aditivo econômico


BiodieselBR.com - 04 mar 2007 - 13:58 - Última atualização em: 19 dez 2011 - 18:10
No balanço do primeiro ano de mercado obrigatório, o biodiesel trouxe ganho de quase US$ 1 bilhão na balança comercial brasileira

Alice Duarte, de Curitiba

Com a adição de 2% de biodiesel ao diesel mineral no primeiro semestre de 2008, e com a elevação da obrigatoriedade para 3% desde julho, o Brasil evitou a importação de 1,1 bilhão de litros de diesel, o que representa um ganho de aproximadamente US$ 976 milhões na balança comercial. Mas a boa notícia foi ofuscada pelo aumento da dependência do combustível, tanto em volume demandado como em valor monetário. Os dados ainda não foram consolidados, mas a estimativa é que a importação líquida de diesel tenha ultrapassado quatro bilhões de litros em 2008, um aumento de 36% em relação a 2007. Segundo o Ministério de Minas e Energia (MME), o dispêndio com essa importação foi de US$ 4,9 bilhões, contra US$ 2,5 bilhões em 2007.

O fato é que esse gasto contraproducente na balança comercial brasileira teria sido ainda maior se não houvesse a mistura compulsória do B3. Para o Brasil acabar totalmente com a importação de diesel seria necessário o governo determinar uma mistura obrigatória de 16% de biodiesel no diesel de petróleo, montante a ser alcançado só na próxima década, embora não haja manifestação oficial do governo sobre isso.

Tudo vai depender de como o mercado vai se comportar e, principalmente, se haverá produção em larga escala de matérias-primas alternativas, que possibilitem redução dos custos de produção. Por enquanto, o B5 já é dado como certo pelas usinas em 2010, que já estão pensando em se estruturar para os anos seguintes.

Produção
De acordo com o MME a produção de biodiesel totalizou mais de 1,16 bilhão de litros de janeiro a dezembro de 2008, contra uma demanda efetiva (e obrigatória) estimada em 1,12 bilhão de litros no período. Isso representa um crescimento de quase 190% em relação ao ano anterior, quando a produção foi de 402 milhões de litros. A capacidade de produção autorizada ultrapassa 3,7 bilhões de litros anuais, mas estima-se que a indústria esteja apta para produzir efetivamente 2,5 bilhões de litros por ano.

Diesel importado