BiodieselBR.com 08 abr 2020 - 15:55

Embora o setor de biodiesel não tenha parado por causa do coronavírus, ele tampouco está a salvo das ondas de choque com as quais a pandemia vem chacoalhando a combalida economia brasileira. A prova disso veio na tarde deste último sábado (04) quando a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) anunciou que a abertura do 72º Leilão de Biodiesel não aconteceria mais nessa segunda-feira (06) conforme o mercado esperava desde o começo do mês passado.

Mesmo sendo uma situação bastante incomum, a decisão da agência não chegou a causar a comoção que – em tempos normais – teria provocado entre os fabricantes. De certo modo, representantes dos produtores dizem que a bola já vinha sendo cantada. “As distribuidoras já vinham pedindo esse adiamento, a própria ANP já tinha nos dito que seria importante adiar um pouco”, confidencia André Nassar, presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove).

“A gente já imaginava que algo assim poderia acontecer”, confirma o presidente do conselho da Associação dos Produtores de Biocombustíveis do Brasil (Aprobio) e sócio da BSBios, Erasmo Carlos Battistella, informando que o governo federal vem conduzindo uma série de interlocuções com empresas de toda a cadeia para discutir o abastecimento de combustíveis.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar