Leilões de biodiesel

Etapa 5 do leilão complementar encerra sem novas aquisições


BiodieselBR.com - 06 set 2019 - 16:53

O segundo dia do 68º Leilão de Biodiesel Complementar (L68C) acabou servindo só para cumprir tabela. As distribuidoras não compraram nenhuma mísera gota de biodiesel durante toda a Etapa 5 do certame que foi realizado na tarde desta sexta-feira (06).

Não que houvesse muito mais biodiesel a comprar. Dos 18,8 milhões de litros que as usinas colocaram a venda nessa quarta-feira (04) sobraram apenas 750 m³ não arrematados durante a Etapa 3 que aconteceu ontem.

Saldo

Dos 750 m³ de biodiesel por vender, a Caibiense volta para casa com os 600 m³ que tinha ofertado intocados. Foi a única usina participante do leilão complementar que saiu sem vender nada. Os 150 m³ restantes fazem parte da oferta de 1.200 m³ que a Prisma fez com base numa liminar concedida pela justiça. Ela permitiu sua participação no processo mesmo depois dela ter sido inabilitada pela ANP por duas vezes.

Ambas as usinas tiveram a chance de reduzir seus preços para tornar seu produto mais atrativo a um eventual comprador na Etapa 4. Nenhuma delas o fez. A Caibiense pediu R$ 2.760,00 por m³ e a Prisma R$ 2.650,00 por m³.

Nos dois casos, os valores eram menores que os R$ 3.209,34 que a média que as demais usinas vendedoras da rodada receberão por seu produto.

Estoques

Embora não haja mais biodiesel suficiente para a formação dos estoques reguladores na etapa marcada para a próxima quarta-feira (11). Considerando os resultados dos últimos leilões de estoque, seriam necessários contratar cerca de 63,5 milhões de litros para garantir que o mercado opere sem sobressaltos no quinto bimestre.

A ANP e a Petrobras ainda não informaram ao mercado como pretendem resolver o impasse

Veja o resultado final do 68º Leilão de Biodiesel Complementar (L68C) clicando aqui.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com