PUBLICIDADE
cremer
Motores

Modelo diesel da Mercedes empata com elétricos em teste de emissões


BiodieselBR.com - 19 jul 2019 - 16:24

Um carro diesel menos poluente. A Mercedes-Benz acaba de conseguir esse feito. A quarta geração do modelo Classe C da montadora alemã foi o primeiro a veículo equipado com motor diesel a obter nota máxima no teste de emissões realizado pela Green NCAP, consórcio formado para 18 entidades do setor automotivo europeu para avaliar novos lançamento do ponto de vista da eficiência energética e controle de poluentes.

O teste avalia as emissões de cinco poluentes locais com elevado impacto para a qualidade do ar e a saúde humana –hidrocarbonetos, monóxido de carbono, óxidos de nitrogênio e material particulado – em diferentes condições de uso. Em todos os cenários avaliados, o veículo da Mercedes obteve nota máxima dos avaliadores. Mas nos testes de emissões de gases de efeito estufa as notas ficaram entre adequado e marginal.

Segundo o relatório publicado pela entidade, “os resultados mostram que, com uma calibragem cuidadosa e efetiva do [sistema de] pós-tratamento, motores diesel podem gerar emissões extremamente baixas”.

Pé de igualdade?

Por mais animador que esse resultado possa ser, ele não significa que os motores diesel tenham a mesma performance que os motores elétricos em todos os critérios relevantes.

O consumo médio do modelo apurado durante os testes de 17,5 quilômetros por litro (km/l), caindo para 14,7 km/l no pior caso. foi considerado “menos que excepcional”. A Green NCAP deu ao novo Mercedes Modelo C apenas 5,3 pontos num máximo de 10 no teste de eficiência energética.

Além disso, as notas nos testes indicativos de emissões de gases do efeito estufa – a Green NCAP não leva esse dado em consideração na nota final do carro – ficaram entre ‘adequado’ e ‘marginal’.

Com isso, o veículo obteve apenas 3 de 5 estrelas possíveis na avaliação final feita pela entidade.

O elétrico Nissan Leaf que foi testado na mesma ocasião foi o único a obter 5 estrelas. O veículo teve nota máxima tanto nos testes de redução de poluentes quanto de emissões de GEEs e 8,5 em eficiência energética.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com