PUBLICIDADE
Soja

Semana inicia com preços internos da soja em queda e Chicago em alta


Canal Rural - 05 abr 2022 - 10:20

O mercado físico brasileiro de soja abriu a semana com lentidão nos negócios e preços de estáveis a mais baixos predominantemente. Apesar da alta da soja na Bolsa de Chicago (CBOT), o dólar voltou a cair e pressionou as cotações em muitas praças. Os preços estão bem regionalizados, com os produtores muito retraídos.

– Passo Fundo (RS): a saca de 60 quilos caiu de R$ 183,00 para R$ 182,00
– Região das Missões: a cotação baixou de R$ 182,00 para R$ 181,00
– Porto de Rio Grande: o preço recuou de R$ 185,00 para R$ 184,00
– Cascavel (PR): o preço passou de R$ 172,00 para R$ 170,00 a saca
– Porto de Paranaguá (PR): a saca caiu de R$ 178,00 para R$ 176,00
– Rondonópolis (MT): a saca recuou de R$ 163,50 para R$ 159,50
– Dourados (MS): a cotação baixou de R$ 173,00 para R$ 168,00
– Rio Verde (GO): a saca avançou de R$ 158,00 para R$ 160,00

Soja em Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a segunda-feira (4) com preços em alta. O bom desempenho e de outras commodities garantiu o movimento de recuperação de parte das perdas da semana passada, quando as cotações caíram quase 7%.

A alta das commodities segue ligada às preocupações com o conflito na Ucrânia. A semana iniciou com o sentimento no mercado de que um acordo para o fim da guerra ainda está longe de ser alcançado.

Outro ponto que ajuda na recuperação é a boa procura pela soja norte-americana. As inspeções de exportação norte-americana de soja chegaram a 737.372 toneladas na semana encerrada no dia 31 de março, conforme relatório semanal divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos
(USDA). O mercado esperava o número em 725 mil toneladas.

Os contratos da soja em grão com entrega em maio fecharam com alta de 19,50 centavos de dólar por bushel ou 1,23% a US$ 16,02 1/4 por bushel. A posição julho teve cotação de US$ 15,89 por bushel, com ganho de 22,25 centavos ou 1,42%.

Nos subprodutos, a posição maio do farelo fechou com alta de US$ 5,10 ou 1,13% a US$ 455,10 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em maio fecharam a 72,34 centavos de dólar, com ganho de 1,14 centavo ou 1,6%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em baixa de 1,22%, sendo negociado a R$ 4,6090 para venda e a R$ 4,6070 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 4,6050 e a máxima de R$ 4,6720.

Tags: Chicago Soja