PUBLICIDADE
Soja

Datagro eleva área e estimativa de produção de soja na safra 2020/21 do Brasil


BiodieselBR.com - 02 dez 2020 - 11:21

A safra 2020/21 de soja do Brasil é estimada em produção recorde de 134,9 milhões de toneladas, cerca de 6% acima das 127,4 milhões de t em 2019/20, e da estimativa anterior de 134,4 milhões de t, segundo a Consultoria Datagro. A área plantada também teve atualização neste levantamento, para 38,8 milhões de hectares, sobre 38,7 milhões de ha da última projeção e 3% acima dos 37,5 milhões de ha da temporada 2019/20, confirmando o 14º ano consecutivo de incremento.

Os fatores de estímulo ao cultivo da soja dominaram a decisão dos produtores a novamente elevarem a área nesta safra, já que os preços médios estiveram acima do padrão, houve alta produtividade média, positiva lucratividade bruta da safra atual, oferta de crédito, demanda interna e externa aquecida e expectativas para a próxima safra, além de limitação na área da Argentina, redução de preços na tabela de fretes mínimos e manutenção do acordo comercial fase 1 entre EUA x China, até o momento.

Apesar disso, como um dos destaques negativos, segue a indefinição sobre o La Niña. “Já tivemos irregularidade na chegada das chuvas na região Central, e clima seco dominante em outubro e novembro na região Sul. Mas em função do resfriamento das águas do Atlântico Sul nas últimas semanas, a previsão é de que as chuvas nessa região se normalizem a partir de agora, o que estabilizaria as perdas no milho e recuperaria as condições da soja”, pontuou o coordenador de Grãos da DATAGRO, Flávio Roberto de França Junior.

A safra 2020/21 de milho também deve ter avanço de área no Brasil sobre a temporada anterior, com projeção de 4,43 milhões de ha na 1ª safra, cerca de 2% superior aos 4,34 milhões de ha da safra 2019/20, e mesmo número da última estimativa. Já a produção tem estimativa de 27,3 milhões de t (21,5 milhões de t no Centro-Sul), cerca de 5% superior às 26,1 milhões de t da safra 2019/20, mas abaixo da projeção anterior de 27,7 milhões de t.

Na 2ª safra, a estimativa também é de um incremento de área no comparativo anual, com 15,3 milhões de ha, 5% acima dos 14,6 milhões de ha em 2019/20 e sem alterações sobre a última projeção. A produção tem potencial mantido neste levantamento de 86,6 milhões de t (80,5 milhões de t na região Centro-Sul), 8% acima das 80 milhões de t da temporada anterior.

Considerando as duas safras do cereal no país, a área em 2020/21 segue neste levantamento estimada em 19,8 milhões de ha, 4% acima dos 19 milhões de ha de 2019/20. Já a produção potencial passou para 114 milhões de t, sobre 114,5 milhões de t do último levantamento, mas cerca de 7% acima dos 106,1 milhões de t da safra 2019/20.