PUBLICIDADE
Bio

Releilão gerou gasto extra de R$ 106 milhões. Dinheiro ficou com a Petrobras [Atualizado]


BiodieselBR.com - 04 out 2011 - 14:55 - Última atualização em: 09 nov 2011 - 19:17

Demorou um pouco mais aconteceu, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) acaba de publicar os resultados do mais recente releilão de biodiesel, encerrado no último dia 23 de setembro. A informação divulgada revela que a operação acrescentou surpreendentes R$ 106,07 milhões à fatura do biodiesel.

O releilão comercializou 609,5 milhões de litros de biodiesel a uma média de R$ 2,46. Isso representa 16 centavos acima dos R$ 2,30 por litro que as usinas de biodiesel arremataram durante o leilão de número 23 da ANP.

Essa diferença vai colocar R$ 106 milhões no bolso da Petrobras durante o próximo trimestre. Essa soma milionária irá para a estatal por intermediar a venda do biodiesel entre as usinas e as distribuidoras.

No releilão passado – realizado em junho –, o volume adquirido foi apenas um pouco menor, 598 milhões de litros e o ágio havia ficado em R$ 71,5 milhões, uma comissão de cerca de 5,4%. No último releilão foram vendidos 10 milhões de litros de biodiesel a mais e a comissão também foi maior, pouco mais de 7,5%. Esse volume e ágio maior fizeram a receita com o releilão subir 34,57 milhões de reais.

Para quem ainda se sente um pouco perdido nos meandros do sistema de comercialização do biodiesel – o que não é nada incomum –, é bom esclarecer que esse é um mecanismo de duas partes. Primeiro acontecem os leilões de biodiesel da ANP nos quais as usinas vendem à Petrobras e a Refinaria Alberto Pasqualini (Refap) o volume de biodiesel necessário para atender à mistura obrigatória de 5% de biodiesel em todo o óleo diesel vendido no Brasil. O volume arrematado em cada certame serve para abastecer o mercado por um trimestre. Esse volume é, então, revendido pela Petrobras e pela Refap para as distribuidoras de combustíveis. Releilão é o nome que se dá a essa segunda etapa.

Várias situações intrigantes acontecem durante o releilão. Para começar, nem todo o biodiesel comprado por meio dos leilões é revendido, a Petrobras se reserva o direito de reter uma parte do combustível para formar estoques e abastecer as chamadas bases comunitárias operadas pela Transpetro e pela BR Distribuidora. Neste releilão em particular, 90,5 milhões de litros ficaram com a Petrobras.

Mas o mais curioso é mesmo a diferença de preço entre as duas etapas. O trabalho que a Petrobras têm com o releilão é puramente contábil. O que a estatal faz é comprar o biodiesel num dia e revendê-lo no outro, sem precisar transportar sequer uma gota de biodiesel e, mesmo assim, o lucro dessa atividade parecer ser impressionante.

Essa é a segunda vez que o resultado de um releilão é publicado. Em seis meses a Petrobras já acumula uma receita de 177,57 milhões de reais com a realização desta etapa. Antes da publicação da Portaria 274 de 2011 pelo Ministério de Minas e Energia (MME), os resultados dos releilões ficavam longe dos olhos do público.

Atualização 11h50m (05/10): Ao contrário do informado anteriormente, o lucro extra da Petrobras com este releilão não foi de R$ 98,2 milhões, mas de R$ 106,07 milhões. O texto acima já se encontra corrigido. A tabela abaixo não sofreu alteração. A comissão da estatal com este releilão foi de 7,5% e não 6,5%.

Resultado do releilão




Usinas que não tiveram seu biodiesel vendido
Usina  Volume 
Araguassú 1.000
B. Ecodiesel MA 100
Cooperfeliz 200
Fertibom 13.500
Orlandia 600


Fábio Rodrigues- BiodieselBR.com