Óleo vegetal bruto, degomado ou refinado não é biodiesel

// 16 dezembro 2009 // Biodiesel

Óleo vegetal como combustível

Óleo vegetal como combustível

O Projeto PLS 81/2008 de autoria do senador Gilberto Goellner, aprovado pela Comissão de Ciência e Tecnologia prevê a utilização de óleo vegetal in natura, degomado ou refinado como combustível em substituição ao diesel de petróleo ou ao próprio biodiesel. Sempre defendi a utilização desse tipo de óleo como combustível, mas em situações especiais e com ressalvas.

O maior problema para viabilizar esse tipo de situação reside na especificação do óleo vegetal. O biodiesel passou por esse problema antes do início do PNPB, quando a ANP definiu a resolução 42 em novembro de 2004. Enquanto ainda estão sendo resolvidos os detalhes da especificação do biodiesel, no caso do óleo vegetal essa questão é ainda mais delicada pela facilidade de se obter todo tipo de óleo vegetal, com variações de qualidade para o motor ainda mais contundentes.

Em 2005 e 2006, quando o óleo de soja custava quase a metade do diesel, principalmente na região Centro-Oeste, ele foi muito utilizado por produtores rurais e caminhoneiros. Muitos problemas em motores e sistemas de injeção também ocorreram, a ponto de oficinas especializadas em retíficas de bombas injetoras suspenderem a garantia de seus serviços por causa do uso indiscriminado de óleo vegetal.

Com a utilização do óleo vegetal em substituição ao diesel, o senador fala em redução de custos na agropecuária em 20%. Talvez ele estivesse se referindo a redução do custo com combustível na lavoura e não uma redução de todos os custos da agropecuária. De qualquer maneira a redução só acontecerá se o diesel subir ou se o óleo de soja chegar no tanque da fazenda com no máximo 80% do custo do diesel.

O projeto, embora tenha sido aprovado por uma comissão, dependerá de outras aprovações e da maneira como está, sem ter claro como será tratada a especificação, acredito que dificilmente se tornará lei.

Univaldo Vedana

Catálogo do biodiesel 2010



6 Comentários em “Óleo vegetal bruto, degomado ou refinado não é biodiesel”

  1. Viktor Unger disse:

    Qualquer oleo deses tres nomeados ensima no e Diesel neu Biodiesel, mais si e hum OLEO energetico para cosinha e motores do siclo DIESEL e e usado na europa em todos os paises, porque nou em BRASIL?
    So presisa ser preparado como tal. Obrigado Viktor

  2. O biodiesel é um óleo produzido com toda responsabilidade tecnologica, para que no futuro não venhar causar danos, ao meio ambiente, a saúde humana, aos carros e maguinas que irão usar este conbustível.

  3. […] meu último texto questionei alguns pontos sobre o projeto que prevê a utilização de óleo vegetal como […]

  4. Caro Verdana.
    Assim como outros programas importantes, o biodiesel não surgiu no governo atual.
    Começamos( Hernani Sá e equipe no INT em 1976) no governo Geisel.
    Collor lançou o DENDIESEL(projeto criado e executado por Hernani Sá, o verdadeiro biodiesel de dendê) e foi destituido;Hernani demitido! FHC lançou biodiesel no último mes do seu governo).
    O biodiesel teve ao oongo da história vários nomes e o atual BIODIESEL é marca registrada americana depois do DENDIESEL lançado por Collor..
    Procure no youtube por Hernani Sá e vai ver o lançamento por Collor.

  5. Telmo Heinen disse:

    O mais correto seria desenvolver motores capazes de utilizar óleos vegetais ‘in natura’ com combustivel.
    Mas daí, como o poderio econômico manteria o seu poder? É por isto e mais um pouco, como ‘politicos nunca fazem nada tecnicamente lógico’ que as coisas vão ser deixadas como estão para ver como é que “NÃO” ficam…

  6. daniele Idra disse:

    vejo vantagens, mas tambem existem muitas desvantagens que nós levam a caminhos duvidosos, é realmente um combustivel ecologico, acredito haver soluções que realmente o torne um produto ecologico, mas para isso os governantes teriam que investir mais no biocombustivel do que na petrobras,

  7. Sérgio disse:

    Super interessante…..

Deixe o seu comentário

Login