BiodieselBR.com

Dom20042014

    Lembrar | Esqueceu a senha? Não é assinante? Assine já!

Torta de Mamona

As informações sobre a torta de mamona foram baseadas no trabalho do pesquisador Liv Soares Severino: O Que Sabemos sobre a Torta de Mamona (ver detalhes em referências)

Informações gerais sobre a torta da mamona

Definição: O resíduo da extração do óleo das sementes da mamoneira (Ricinus communis).

A torta de mamona é o mais tradicional e importante subproduto da cadeia produtiva da mamona, produzida a partir da extração do óleo das sementes desta oleaginosa. Em todo o mundo, seu uso predominantemente tem sido como adubo orgânico de boa qualidade, pois é um composto ricamente nitrogenado, eficiente na recuperação de terras esgotadas, embora possa obter valor significativamente maior se utilizada como alimento animal (após ser moído e obtido o farelo), aproveitando o alto teor de proteínas. Porém este uso não tem sido possível devido à presença de elementos tóxicos e alergênicos em sua composição e à inexistência de tecnologia viável em nível industrial para seu processamento.

A toxidez da mamona já é conhecida desde a antiguidade, a qual já foi relatada pelos antigos hebreus, egípcios, persas, gregos e romanos, embora somente na segunda metade do século XX se tenha descoberto que sua toxidez e alergenicidade se deviam a diferentes compostos.

A toxicidade pode ocorrer por diversas formas de administração: inalação, injeções intramuscular, endovenosa e intraperitoneal e por via oral, que apresenta uma resposta tóxica menor em relação às demais vias de administração, devido, possivelmente, aos processos do trato gastrintestinal.

Assim, embora atraente para alimentação animal (veja quadro 1), são três os componentes que inviabilizam a utilização da torta para esse fim: ricina, ricinina e CB-1A.

Uma torta de boa qualidade é a obtida pelo processo de extração dupla, isto é, submete-se a mamona à prensa e posteriormente a tratamento por solventes. A torta assim obtida tem baixo teor de óleo residual (1,5%), favorecendo a sua assimilação rápida pelo solo e aproveitamento ao máximo o benefício das chuvas.

Tudo sobre biodiesel