Qua22102014

    Lembrar | Esqueceu a senha? Não é assinante? Assine já!
Back Biodiesel Matéria-prima Mamona Evento Mamona Pinhão Manso

Workshop: A Cultura da Mamona e do Pinhão Manso

 

Veja a cobertura deste evento, que foi o primeiro sobre pinhão Manso do Brasil.

Centro de Treinamento da Fazenda Normal Quixeramobim - CE - 27 de outubro de 2005

O Consórcio CENP Energia, em parceria com o Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria de Agricultura e Pecuária – SEAGRI e demais instituições governamentais, apresenta neste documento as bases para a realização do “WORKSHOP – A CULTURA DA MAMONA E DO PINHÃO MANSO”, que aconteceu na Fazenda Normal, em Quixeramobim - CE, no dia 27 de
outubro de 2005.

Workshop: Cultura da Mamona e Pinhão Manso

O Consórcio CENP Energia, constituído por cinco empresas termelétricas: CGE,
CUMMINS, PARNAMIRIM, ENGEBRA E TEP POTIGUAR, instalou no município de Quixeramobim, numa área cedida pelo Governo do Estado (EMATERCE), um projeto-piloto de pesquisa e desenvolvimento para estudo de toda a cadeia produtiva da mamona e outras oleaginosas para geração de energia renovável.

O “WORKSHOP – A CULTURA DA MAMONA E DO PINHÃO MANSO” pretende contribuir para o desenvolvimento e o fomento das culturas da mamona e do pinhão manso, visando a difusão das novas tecnologias disponíveis e a inovação do sistema produtivo vigente.

O tema central “A ERA DO COMBUSTÍVEL VERDE” é oportuno e o workshop é um espaço que possibilita a conscientização em todos os municípios que fazem parte do zoneamento da Embrapa para plantio de mamona quanto à importância do plantio destas duas culturas para o processo de crescimento econômico do Nordeste.

O Consórcio CENP Energia está empenhado na realização de eventos de difusão e de discussão de temas voltados para o crescimento do fornecimento de energias renováveis, tais como a realização do “WORKSHOP – A CULTURA DA MAMONA E DO PINHÃO MANSO”.

Visão

O “WORKSHOP – A CULTURA DA MAMONA E DO PINHÃO MANSO” pretende levar a todos os municípios zoneados pela Embrapa para o plantio da mamona a visão de que é necessário buscar caminhos alternativos que envolvam a produção e uso de óleo vegetal, biodiesel e biomassa, como formas de atender ao mercado de combustíveis.

Justificativa

O Projeto de Pesquisa e Desenvolvimento realizado desde 2003 pelo Consórcio Cenp Energia, envolvendo toda a cadeia produtiva da mamona, desde o desmatamento e plantio até a eletrificação e geração de energia renovável em uma comunidade isolada, é único no Brasil e talvez até mundialmente.

O grande volume de conhecimento adquirido com este projeto não pode fi car guardado, pois pode ser utilizado no Nordeste e em todo o País.

O ser humano está sendo obrigado a modificar suas atitudes para garantir sua própria sobrevivência. A busca por combustíveis renováveis não é apenas um capricho, mas uma necessidade urgente.

O cultivo da mamona, historicamente, foi uma das opções para o semi-árido Nordestino, juntamente com o algodão. Nas décadas de 40 a 60, o Ceará chegou a plantar áreas signifi cativas, variando de 30.000 a 57.000 hectares. A partir do início da década de 80, ocorreu um contínuo declínio da área cultivada, resultando na desativação de indústrias benefi ciadoras, e na redução da importância da atividade na economia regional. Com o fomento e participação na cadeia produtiva, o Consórcio Cenp Energia busca o desenvolvimento, a produtividade e a responsabilidade social.

Acompanhando o desenvolvimento constante dos agentes desta cadeia produtiva e sensível às carências regionais atuais, o Consórcio Cenp Energia e seus integrantes desejam participar ativamente no desenvolvimento de tecnologias que visem a preservação do meio ambiente.

Objetivo Geral

O “WORKSHOP – A CULTURA DA MAMONA E DO PINHÃO MANSO”, objetiva não só colaborar para essa mudança comportamental, mas congregar todo o elenco da cadeia produtiva de mamona e pinhão manso, com o intuito de despertar para o tema “A ERA DO COMBUSTÍVEL VERDE”. Pretende-se conquistar a platéia através de palestras, debate e visita técnica às plantações e à usina-piloto.

A programação do workshop visa mostrar os resultados obtidos com o projeto de pesquisa do Consórcio Cenp Energia, contemplando todo o ciclo de produção de energia elétrica a partir de óleo vegetal e biodiesel de mamona, abrangendo desde a produção da matéria prima, passando pela industrialização do biocombustível até a produção de energia elétrica com geradores.

Objetivos Específicos

• Fortalecimento do agro-negócio do semi-árido de modo a gerar ocupação e renda;
• Divulgar métodos e técnicas atuais;
• Apresentar, com exclusividade, a cultura do pinhão manso, uma planta que pode ser um grande diferencial para o Nordeste na produção de biodiesel e óleo vegetal;
• Apresentar as novas tendências tecnológicas;
• Reforçar a consciência social e ambiental;
• Incentivar a produção de biodiesel a partir da mamona e do pinhão manso.
o Estado indutor da utilização em larga escala deste combustível.

Usina Piloto para produção de Biodiesel

O Consórcio CENP Energia, através de suas cinco empresas termelétricas integrantes:
CGE, CUMINS, PARNAMIRIM, ENGEBRA E TEP POTIGUAR, investiu cerca de R$ 3 milhões no Projeto de Pesquisa e Desenvolvimento realizado no município de Quixeramobim, numa área cedida pelo Governo do Estado através da EMATERCE.

Esse projeto está constituído por uma usina de extração de óleo vegetal e produção de biodiesel, capaz de produzir até 800 litros de biodiesel/dia. Atualmente trabalha com a produção de 300 litros /dia, quantidade suficiente para atender a demanda de produção de energia para a pequena comunidade de Serrinha de Santa Maria, situada no distrito de Uruquê, composta por 27 famílias.

Foi cultivada uma área de 70 hectares de mamona, variedade Nordestina, destinada à produção de grãos, com rendimento previsto de 1.500 kg/hectare além de dois campos experimentais de competição de variedades, instalados pela EMBRAPA.

Programação do Evento

Programacao

Veja a cobertura deste evento, que foi o primeiro sobre pinhão Manso do Brasil.

Veja o folder promocional: Workshop: A Cultura da Mamona e do Pinhão Manso

Tags: Matéria-prima:

Leia também

Tudo sobre biodiesel