BiodieselBR.com

Qui24042014

    Lembrar | Esqueceu a senha? Não é assinante? Assine já!
Back Notícias Em Foco Vale compra Biopalma por US$ 173,5 milhões

Vale compra Biopalma por US$ 173,5 milhões

A Vale adquiriu o controle da produtora de óleo de palma Biopalma da Amazônia por US$ 173,5 milhões. O óleo de palma é usado como matéria-prima para produção de biodiesel e será destinado às operações da mineradora no Brasil.

O biocombustível será usado principalmente para alimentar a frota de locomotivas, máquinas e equipamentos de grande porte, na proporção de 20% de biodiesel para 80% de diesel comum.

"Os investimentos realizados na produção de biodiesel fazem parte da prioridade estratégica da Vale em ser um agente da sustentabilidade global, construindo portanto matriz energética com participação crescente de combustíveis renováveis", disse a mineradora em nota.

A Vale disse ainda que negociou a dissolução de um consórcio feito com a Biopalma, em abril de 2009, para a produção de óleo de palma e a obtenção da participação de 70 por cento da empresa.

A Biopalma possui atualmente seis polos de produção em implantação na região do Vale do Acará e Baixo Tocantins, no Pará, que começam a produzir este ano. Segundo a Vale, a empresa deve alcançar produção anual de 500 mil toneladas em 2019, quando a lavoura atinge a maturidade.

"A nova Biopalma pretende expandir seu negócio nos próximos anos e se tornar a maior produtora de óleo de palma das Américas", diz a mineradora, em nota. Até 2013, a área plantada da produtora deve alcançar 60 mil hectares de dendê. Também 75 mil hectares vão ser destinados à recuperação e regeneração de mata nativa.

Os agricultores contemplados pelo projeto recebem auxílio técnico da Biopalma e crédito do Pronaf Dendê, programa de financiamento do Governo Federal, através do Banco da Amazônia, para aquisição de mudas, manutenção da plantação e necessidades de subsistência nos três primeiros anos do plantio até o início da colheita.

Ana Luísa Westphalen (Valor Econômimco) e Bruno Marfinati (Reuters)

Quem leu esta notícia também se interessou:

Adicionar comentário


Tudo sobre biodiesel