007

Entrevista com Miguel Rossetto - Diretor de desenv. agrícola da Petrobras


BiodieselBR - 04 nov 2007 - 14:52 - Última atualização em: 23 jan 2012 - 11:00

O desafio da matéria-prima


Diretor de Desenvolvimento Agrícola da Petrobras Biocombustíveis, Miguel Rossetto diz que a meta da empresa é contratar 60 mil agricultores familiares

Por Rosiane Correia de Freitas, de Curitiba


O ex-ministro de Desenvolvimento Agrário Miguel Rossetto tem um desafio respeitável pela frente. Como diretor de Desenvolvimento Agrícola, Suprimento e Comercialização da Petrobras Biocombustíveis, Rossetto é responsável por garantir a matéria-prima para todas as unidades produtoras de biodiesel da estatal. Não se trata de um desafio qualquer. A meta, diz ele, é contratar pelo menos 20 mil pequenos produtores rurais para cada usina de biodiesel da Petrobras. Até o momento a empresa tem três unidades: Quixadá, no Ceará, Candeias, na Bahia, e Montes Claros, em Minas Gerais - ou seja, serão 60 mil agricultores familiares contratados.

Para saber o que isso significa é só comparar essa meta com a atual situação do programa Selo Combustível Social.
Inicialmente o governo pretendia integrar 200 mil produtores com a iniciativa. Hoje o total de agricultores familiares que já participaram da produção de biodiesel mal chega a cem mil. Na entrevista abaixo, o ex-ministro explica como pretende realizar a façanha de garantir matéria-prima para a estatal.