Conferência BiodieselBR 2018

BiodieselBR.com apresenta o ano de 2017


O ano está terminando bem melhor do que ele começou para o setor de biodiesel. O setor, que já vinha de um 2016 particularmente desalentador no qual viveu a primeira contração desde o lançamento do PNPB, entrou em 2017 com vendas que mais lembravam os tempos do B5.

O único alento naqueles primeiros dias era que a chegada do B8 estava logo ali na esquina. No entanto, o que deveria ser uma boa notícia acabou se tornando outro golpe na já combalida moral das usinas. O L53 negociou apenas 620,2 milhões de litros de biodiesel perdendo até para os leiloes do B6.

Mas logo, ventos mais favoráveis começaram a soprar. Já em janeiro, as vendas de diesel tiveram seu primeiro resultado positivo depois de 11 meses seguidos amargando quedas. Depois de mais alguns meses entre altas e baixas, em maio o mercado virou para o azul e foi retomando o terreno perdido até que, em outubro, o acumulado anual voltou a ficar positivo.

Embora os números finais ainda estejam por serem divulgados, tudo indica que teremos o primeiro resultado positivo em termos de vendas de óleo diesel desde 2014.

Com a locomotiva da demanda voltando a andar, não demorou para que a indústria começasse a apresentar números mais saudáveis. O primeiro semestre já se encerrou com crescimento e, depois disso, foram se seguindo recordes de produção. Em novembro – último dado divulgado – as usinas superaram pela primeira vez a barreira dos 400 milhões de litros de biodiesel fabricado em um único mês.

Nem tudo nesse processo de retomada foi feito de boas notícias. Depois que a Petrobras mudou sua política de garantir integralmente o abastecimento do mercado brasileiro, a importação de diesel disparou vertiginosamente e vai fechar o ano com um volume recorde.

Não foi só a realidade imediata do mercado que deu uma guinada para melhor, as perspectivas de futuro do setor também. Embora tenha levado bem mais tempo e não tenham vindo com o B9 como o setor gostaria, a antecipação do B10 para março do ano que vem acabou saindo, o que garante um 2018 bem melhor.

Essa vai será a primeira vez que o setor dará um salto de dois pontos percentuais de uma única vez. Isso deu um novo ânimo ao segmento com diversas empresas investindo no aumento de suas capacidades produtivas. Inclusive com uma nova líder para o setor.

O RenovaBio também está a caminho. Isso depois que um grupo de parlamentares se cansou da hesitação do Planalto e chamou para si a responsabilidade de tirar o programa do papel. Apresentado em meados de novembro, o projeto de lei de autoria do presidente da Frente Parlamentar do Biodiesel, deputado Evandro Gussi, foi apresentado em meados de novembro e conseguiu a proeza de ser aprovado tanto na Câmara quanto no Senado em menos de um mês.

Agora, ele só espera pela sansão do presidente Michel Temer para virar realidade.

Tudo indica que 2018 vai ser um ano realmente bom para a indústria de biodiesel. Agora é torcer para que esse prognóstico realmente se confirme. Seja como for BiodieselBR.com estará aqui para reportar todas as novidades fundamentais para o setor.

A partir de amanhã, no entanto, o portal estará em recesso. Retomaremos nossas atividades normais a partir de 09 de janeiro. Boas festas a todos e que venha o novo ano.

Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com

Biodiesel direto em seu email

Antes de sair, cadastre-se para receber as principais notícias do setor
Obrigado, não quero ficar informado.
Esqueci minha senha close modal