Conferência BiodieselBR 2018

[Vídeo] Pesquisadores transformam óleo extraído de cianobactérias amazônicas em biodiesel

Um grupo de pesquisa da Universidade Federal do Pará e do Parque de Ciência e Tecnologia do Guamá (PCT – Guamá) identificou uma espécie de cianobactéria natural da Amazônia que produz óleos com perfil adequado para a produção de biodiesel. As chamadas cianobactérias são seres que realizam fotossíntese, participam dos mais diversos ecossistemas – até mesmo os mais inóspitos – e são capazes de sintetizar diversas substâncias, como proteínas e vitaminas.

A descoberta foi recentemente publicada na revista internacional Fuel e “a ideia agora é aumentar a escala de produção desse óleo e, se confirmando a sua qualidade, verificar se ele tem potencial para ser produzido em larga escala”, anuncia Luiz Adriano, do Laboratório de Óleos da Amazônia.

O pesquisador explica que atualmente a produção de biocombustíveis ainda está atrelada ao uso de óleos comestíveis, especialmente os de soja e de palma. Mas microrganismos como as cianobactérias têm grande potencial para mudar esse cenário por seu potencial de crescerem rapidamente e de serem cultivadas em áreas pouco aptas à agricultura. “As nossas espécies podem ser usadas como fontes de biocombustíveis em um futuro muito próximo”, relata o químico que atua nas áreas de Biotecnologia e Bioprocessos.

Biodiesel direto em seu email

Antes de sair, cadastre-se para receber as principais notícias do setor
Obrigado, não quero ficar informado.
Esqueci minha senha close modal