Califórnia decide proibir todos os combustíveis fósseis

A Califórnia vai banir o uso de todas as fontes fósseis de energia até 2045. É o que determina a Lei SB 100 foi aprovada no final do mês passado pelo Legislativo e deverá ser sancionada pelo governador Jerry Brown.

O objetivo é ambicioso: a Califórnia tem quase 40 milhões de pessoas e, se fosse um país separado dos Estados Unidos, seria a quinta maior economia do planeta. Atualmente, 29% da eletricidade utilizada na Califórnia vem de fontes limpas – o triplo do que acontecia na década passada.

Haverá um período de transição, com metas progressivas de redução – em 2030, por exemplo, as emissões de CO2 já terão de ser 40% mais baixas. Analistas do setor de energia chegam a duvidar que a mudança seja exequível, principalmente porque a Califórnia tem apenas uma usina nuclear – e ela será desativada em 2025. Não há planos de construir novos reatores.

O Estado pretende usar energia solar e eólica. Um plano que apresenta complicações devido à natureza intermitente e imprevisível da geração em função de variações climáticas. Até o momento ainda não existe uma maneira economicamente viável de armazenar a eletricidade excedente que permita compensar em outros momentos.

Há, no entanto, testes em andamento. Em 2017, a Tesla instalou a maior bateria do mundo na Austrália para garantir a segurança no abastecimento de 1,7 milhão de pessoas.

Com adaptação BiodieselBR.com

Biodiesel direto em seu email

Antes de sair, cadastre-se para receber as principais notícias do setor
Obrigado, não quero ficar informado.
Esqueci minha senha close modal